Quinta, 06 Outubro 2016 09:59

Aposte na criatividade para presentear no Dia das Crianças

O mês das crianças chegou e a próxima quarta-feira, dia 12, será um dia apenas dedicado a elas. Contudo, embora seja uma data bonita, pesa também no bolso de muitos papais, mamães e demais pessoas que desejam presentear os pequenos. Como a situação financeira está complicada para muita gente, em meio às compras, vale ficar de olho na melhor forma de economizar.

De acordo com o economista Carlos Giasson, o Dia das Crianças é sempre uma data que movimenta o comércio e faz com que as lojas apostem nas vendas de vários produtos. No entanto, também é possível se trabalhar a educação financeira com os pequenos, além da data ser um momento importante para focar não apenas no consumo, mas, também, é uma oportunidade para que sejam feitas atividades diferentes com as crianças, como andar de bicicleta, fazer um pique-nique, dar um passeio. 'É o momento de aproveitar os filhos, porque nesse dia a dia corrido, muitas vezes não se consegue dar atenção como o desejado', comenta.

Dentro do
orçamento familiar
Giasson ressalta que em épocas de crise como agora, é preciso ter criatividade na hora de presentear os pequenos. 'Não dá para fazer uma loucura e gastar um dinheiro que não se tem só para marcar uma data', destaca.

O economista ressalta que a principal dica para economizar é a análise de preços e para que de fato as compras valham a pena, ele sugere a busca por produtos que de fato as crianças aproveitem. 'É preciso unir o presente que mais vai ser aproveitado pela criança ao momento com a família', acrescenta.

Giasson comenta que o presente deve estar de acordo com o orçamento da família. Até não está descartada a possibilidade de se comprar algo muito caro e efetuar o parcelamento, mas se a intenção é economizar, essa atitude não é a mais indicada. 'Porque brinquedo é uma coisa que a criança usa um tempo e depois já perde o encanto inicial', justifica.

Para o profissional, o indicado é não levar a criança junto na hora de comprar o presente, porque as lojas oferecem um leque de opções e nem sempre os pequenos entendem de fato o que é barato ou caro. 'Nós sabemos, também, que as crianças têm um poder de convencimento bem forte, por isso não é aconselhado levar elas junto', complementa.

O interessante, segundo ele, é oferecer aos pequenos algumas opções para que decidam qual o presente que irão querer. 'Se levar a criança junto, sempre vai ter o brinquedo mais caro que chama mais atenção e está em maior destaque', conta.

EDUCAÇÃO FINANCEIRA
Na opinião do economista, no Dia das Crianças a educação financeira pode ser trabalhada por meio das opções de escolhas oferecidas às crianças, ou seja, quando são apresentados os produtos, mas feitas avaliações em cima deles, como, por exemplo, a diferença de valores de um para outro. 'Podemos dizer às crianças que com o valor de um brinquedo mais caro é possível comprar dois mais baratos. É um momento para fazer as crianças entenderem que os orçamentos são limitados e que as possibilidades de compras estão de acordo com o que se ganha', destaca.

Mesada: vale a pena?

Segundo o economista Carlos Giasson, dar mesada às crianças é uma boa alternativa desde que seja feito um acompanhamento. 'Não é suficiente dar o dinheiro para a criança e deixar que ela tome as decisões todas sozinhas', comenta.

Giasson ainda acrescenta que os pais devem colocar algumas regras quanto à administração do dinheiro, como, por exemplo, onde ele deve ser investido, se parte dele deve ser guardado ou não, entre outras situações. 'A mesada não é para que se compre tudo o que quiser. É necessário que os pais supervisionem alguns processos', complementa.

Planejamento é essencial
De acordo com o coordenador do curso de Gestão Financeira da Univates, Gabriel Braido, o planejamento para as compras do Dia das Crianças é importante e, assim como Giasson, ele acredita que o parcelamento não é uma boa alternativa, isso porque não irá demorar muito para chegar o Natal e, com ele, mais gastos à vista. 'Quando vê, vão acumulando as prestações e as pessoas acabam se endividando muito', comenta. Diante disso, mais interessante é realizar as compras à vista e para que isso seja feito, as economias já devem iniciar dias antes da data. Além disso, negociar preços com as lojas também é uma dica: 'Porque o mesmo produto pode variar muito de uma loja para outra'.

Segundo Braido, muitas crianças hoje em dia já têm noção de que não podem gastar mais do que ganham, o que se torna algo muito positivo. 'A mesada, por exemplo, tem esse papel para a criança. Faz com que ela gerencie desde pequena o seu dinheiro', acrescenta.

Fonte: http://www.folhadomate.com/noticias/geral15/criancas-compras-presentes-comercio-dicas-economias
Kethlin Meurer | Data: 06/10/2016 | 10:30

Lido 5389 vezes