Quinta, 04 Abril 2019 15:20

Da Escola Classe 1 do Arapoanga à África do Sul

GDF leva 29 alunos do 5º ano da rede pública para embaixada sul-africana. Vice-primeira-dama, Ana Paula Hoff, participou da visita

RENATA MOURA, DA AGÊNCIA BRASÍLIA 

Uma turma do 5º Ano da Escola Classe nº1 do Setor Habitacional Arapoanga, em Planaltina, visitaram na manhã desta quinta-feira (04) a sede da representação da África do Sul no Brasil. A iniciativa, parte do projeto Embaixada de Portas Aberta, foi acompanhada pela vice-primeira-dama, Ana Paula Hoff; o secretário-adjunto de Educação, Mauro Oliveira e a secretária-adjunta de Relações Internacionais, Renata Zuquim.

“É uma ideia brilhante de integração das crianças com a cultura de outros países. A Secretaria de Relações Internacional, a TCB e a Secretaria de Educação estão de parabéns”, elogiou Ana Paula Hoff. “As crianças estão felizes porque aprendem se divertindo. Sempre que tiver oportunidade, estarei presente nessas visitas”, completou.

O embaixador da África do Sul, Joseph Mashimbye, juntamente com a esposa Nolukhanyo, fizeram questão de acompanhar a visitação. “Quando a gente conversa com uma criança, deixamos nela uma marca indelével no coração e na mente dela. Nessa idade, aprendem que há outras crianças no mundo e despertamos o interesse de viajar. O que expande os horizontes”.

Esta é a segunda embaixada a receber o projeto nesse ano. A primeira foi a do Equador. “É uma experiência cultural que muitos deles só terão essa oportunidade na vida toda. E claro para o processo de aprendizagem é algo extremamente motivador. Se der um livro na mão deles não vão aprender nem a metade do que aprenderam hoje aqui nesse passeio”, avaliou o diretor da EC 1 de Planaltina, Orion Tavares.

As 29 crianças, com idades entre 10 e 12 anos, participaram de palestras, jogos interativos, brincadeiras e, ao final, dançaram ao som de músicas cantadas em línguas tradicionais africanas. “A gente passou a semana estudando o país. Aprendemos sobre o Nelson Mandela e fizemos uma redação. Aqui, a gente viu de perto o povo de lá. Eu achei muito legal”, explica Maria Luiza Silva, de 10 anos. Exibindo um passaporte-certificado de participação no projeto, a menina sonhou alto: “Imagina se era de verdade (sic)? Eu ia até lá ver tudo que vimos aqui hoje”.

Entre os temas abordados com os alunos: o turismo local, curiosidades sobre a cultura sul-africana, a produção de vinhos na região e a indústria automobilística, que tem se desenvolvido muito naquele país.

Jackson dos Reis, 10 anos, ficou atento a tudo. Ganhou o concurso de primeiro a pintar a bandeira da África do Sul. “Já sabia onde ficava cada cor, por isto fiz bem rápido”. Jackson vai voltar para casa com muita novidade. “A gente viu onde encontraram o primeiro esqueleto humano, o maior buraco feito por um meteorito. Achei massa demais”.

Agora, os alunos da Escola Classe nº1 de Planaltina vão se preparar para receber a representação da Embaixada da África do Sul com a mesma hospitalidade, no próximo dia 24 de abril, a partir das 9h da manhã.

Fonte: https://agenciabrasilia.df.gov.br/2019/04/04/da-escola-classe-1-do-arapoanga-a-africa-do-sul/

Lido 2209 vezes Última modificação em Domingo, 07 Abril 2019 16:55